Sejam Todos Bem Vindos Ao Meu Blog

' Ah Momentos Na Vida Que Temos Que Acreditar... Acreditar Que Nada Mudou... Que Tudoo Nao éh Um Mero Sonho... A Vida Éh Feita De Desafios E Lutas Vence-las é Nossa Obrigaçao Como Seres Humanos...
Acreditar Nas Pessoas Por Mais Dificil Que Seje!!! Parece Impossivel... Sei Que Sim, Contudo Se Nao Dermos Um Voto De Confiança Viveremos Uma Vida Só E Amarga. O que Dizer Aos Que Sao Falsos; Hum!!! _Deixa Eu Ver_ Nada!!! Deixo-os Viver Com Suas Vidas Sem Signifacados... Tente Voce Fazer A diferença, se Sobrepor... Nao Deixe A vida Acredite Em Si MESMO... e Viva Uma vIda Intensa E Amorosamente... Ame E seje Amado!!!! Acredite A vida Nem Começou!!!"


[º-º]"Nem Tudo é Como Queremos e Sim Como Deve ser"[º-º].FELIZ COMO A TEMPOS NAO ESTAVA!!

[º-º]"Nem Tudo é Como Queremos e Sim Como Deve ser"[º-º].FELIZ COMO A TEMPOS NAO ESTAVA!!
CONTATOS : 05384342180 MSN : leandroguerrajag@gmail.com

Visitas No Meu Blog !!!!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Minha Cidade Linda♥♥♥♥ JAGUARAO CIDADE HEROICA

A data de 23 de novembro é comemorativa ao aniversário de Jaguarão, quando em 1855, foi elevada à categoria de cidade.
Quem navega nessas águas
Segue a Mirim na canoa
E vem singrando a lagoa
E o rio rumo a fronteira
Traz Jaguarão na bandeira
Traz a esperança na proa.

   Quem aos pés da enfermaria
Contempla o dia nascer
Volta a tardinha pra ver
O sol cair no horizonte
E o colar de luz da ponte
Conta a conta se acender.


Cada um tem seu afago
Cada terra sua essência
Agora eu canto o meu pago
 Jaguarão minha querência.

Quem a mão semeia a terra
A terra a mão abençoa
Recebe mais do que doa
Faz igual a passarinho
Se em Jaguarão tem um ninho
Volta sempre de onde voa.

Quem da Matriz do Divino
Segue a avenida pro cais
Ouve o canto dos pardais
Nas figueiras do mercado
Roga a Deus ajoelhado
Pra daqui não ir jamais.

Cada um tem seu afago
Cada terra sua essência
Agora eu canto meu pago
Jaguarão minha querência.


Letra: Eduardo Alvares de Souza
Música: Régis Bardini 

Nenhum comentário:

Postar um comentário